US: +1 (707) 877-4321 FR: +33 977-198-888

English Français Deutsch Italiano Español Русский 中国 Português 日本

FAVORITOS MEU CARRINHO

La Revue Blanche, 1895 por Henri De Toulouse Lautrec (1864-1901, France)

Aniversário da Alexander Rodchenko! 25% de desconto Válido:05/12/2016

Frete grátis. Devoluções Gratuitas Durante todo o tempo.Veja mais detalhes.

Henri De Toulouse Lautrec

Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa ou simplesmente Henri de Toulouse-Lautrec (24 de novembro de 1864 - 9 de Setembro de 1901) foi um pintor francês, gravador, desenhista e ilustrador, cuja imersão na vida colorida e teatral de fin de siècle Paris produziu uma obra de imagens emocionantes, elegante e provocante da vida moderna e, por vezes decadente desses tempos. Toulouse-Lautrec é conhecido junto com Cézanne, Van Gogh, Gauguin e como um dos maiores pintores do período pós-impressionista. Em um leilão de 2005 na casa de leilões Christie um novo recorde foi estabelecido quando La blanchisseuse, uma pintura adiantada de uma lavadeira jovem, foi vendido por 22,4 milhões dólares EUA

Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa nasceu no castelo de Malromé perto de Albi na região Midi-Pyrénées de França, filho primogênito de Comte Alphonse de Toulouse-Lautrec-Monfa e Tapie Adèle de Celeyran. Ele era, portanto, um membro de uma família aristocrática (descendentes dos Condes de Toulouse Lautrec e e os Viscondes de Montfa, uma vila e comuna do departamento de Tarn do sul da França). Um irmão mais novo também nasceu com a família em 28 de agosto de 1867, mas morreu no ano seguinte.

Após a morte de seu irmão e seus pais se separaram uma babá cuidava de Henri com este tempo. Em 8 anos de idade, Henri deixou de viver com sua mãe em Paris. Aqui, ele começou a desenhar seus primeiros esboços e caricaturas em livros seus exercícios. A família rapidamente se deram conta de que o talento de Henri deitou com desenho e pintura, e um amigo de seu pai chamado Rene Princeteau visitou algumas vezes a dar aulas informais. Algumas das primeiras pinturas de Henri são de cavalos, uma especialidade da Princeteau, e algo que mais tarde viria a visitar com seus 'Pinturas Circus'.

Em 1875, Henri voltou a Albi porque sua mãe reconheceu seus problemas de saúde. Ele tomou banhos termais de Amélie-les-Bains e sua mãe consultou médicos, na esperança de encontrar uma maneira de melhorar o crescimento de seu filho e desenvolvimento.

O conde e condessa se eram primos de primeiro grau (duas avós de Henri sendo irmãs) e Henri sofria de uma série de condições de saúde congênitas atribuída a esta tradição de endogamia.

Na idade de 13 anos, fraturou o osso Henri coxa direita, e aos 14, a esquerda. As quebras não curar corretamente. Médicos modernos atribuem este fato a um distúrbio genético desconhecido, possivelmente pycnodysostosis (às vezes também conhecido como Toulouse-Lautrec Syndrome), ou um transtorno variante ao longo das linhas de osteopetrose, acondroplasia, ou osteogênese imperfeita. Raquitismo agravada com virilismo praecox também tem sido sugerida. Suas pernas cessou de crescer, de modo que, quando adulto ele tinha apenas 1,54 m (5 ft 1 in) de altura, tendo desenvolvido um tronco de tamanho adulto, mantendo seus filhos porte pernas, que foram de 0,70 m (27,5 pol) de comprimento. Ele também é relatado para ter tido genitais hipertrofiados.

Fisicamente impossibilitado de participar na maioria das atividades tipicamente de que gozam os homens de sua idade, Toulouse-Lautrec-se imerso em sua arte. Ele se tornou um pintor pós-impressionista importante, art nouveau, ilustrador e litógrafo, e registrou em suas obras muitos detalhes do final do século 19 boêmio estilo de vida em Paris. Toulouse-Lautrec também contribuiu com uma série de ilustrações para a revista Le Rire durante os meados da década de 1890.

Depois de inicialmente não seus vestibulares, Henri passou a sua segunda tentativa e completou seus estudos. Durante a sua estada em Nice, seu progresso em pintura e desenho Princeteau impressionado, que convenceu os pais de Henri para deixá-lo regressar a Paris e estudo sob o retrato Bonnat pintor aclamado Léon. Mãe de Henrique, tinha grandes ambições e, com objectivos de Henri tornando-se um pintor da moda e respeitada, ela usou a influência da família para obter Henri em estúdio Bonnat.

Toulouse-Lautrec foi tirado a Montmartre, uma área de Paris famosa por seu estilo de vida boêmio e por ser o reduto de artistas, escritores e filósofos. Estudar com Bonnat colocou Henri no coração de Montmartre, uma área que ele raramente sai nos próximos 20 anos. Depois de Bonnat tomou um novo emprego, Henri mudou-se para o estúdio de Fernand Cormon em 1882 e estudou por mais cinco anos, aqui fazendo o grupo de amigos que se manteria para o resto de sua vida. Foi nesse período de sua vida ele conheceu Émile Bernard e Van Gogh. Cormon, cuja instrução foi mais relaxado do que Bonnat, permitiu que seus alunos percorrem Paris, à procura de temas para pintar. Neste período de Toulouse-Lautrec teve seu primeiro encontro com uma prostituta, supostamente patrocinada por seus amigos, e isso o levou a pintar seu primeiro quadro das prostitutas de Montmartre, uma mulher rumores de ser chamado de Marie-Charlotte.

Com seus estudos terminados, em 1887 ele participou de uma exposição em Toulouse sob o pseudónimo "Tréclau", um anagrama do nome da família "Lautrec". Mais tarde, ele exibiu em Paris, com Van Gogh e Louis Anquetin. Os Maus Octave crítico belga convidou para apresentar onze peças no Vingt (o Twenties) exposição em Bruxelas, em fevereiro. O irmão de Vincent van Gogh, Theo van Gogh comprou 'Poudre de Riz "(Rice Pó) ao preço de 150 francos para a Goupil & Cie galeria.

De 1889 até 1894, Henri participou do "Salão dos Artistas Independentes" em uma base regular. Ele fez diversas paisagens de Montmartre. Foi nessa época que a 'Moulin Rouge' aberto. Enfiados em Montmartre foi o jardim de Monsieur Pere Foret, onde Toulouse-Lautrec executou uma série de agradáveis ​​plein air-pinturas de Carmen Gaudin, a modelo ruiva mesmo que aparece em A lavadeira (1888). Quando a próxima cabaré Moulin Rouge abriu as suas portas, Toulouse-Lautrec, foi contratado para produzir uma série de cartazes. Sua mãe havia deixado Paris e quando Henri ainda teve uma renda regular a partir de sua família, fazer cartazes ofereceu-lhe uma vida própria. Outros artistas olhou para o trabalho, mas Henri era tão aristocrático que não se importava. Posteriormente, o cabaret reservou um lugar para ele, e exibido suas pinturas. Entre as obras conhecidas que pintou para o Moulin Rouge e outras casas noturnas parisienses são as descrições do cantor Yvette Guilbert, a dançarina Louise Weber, conhecido como o ultrajante La Goulue ("O Comilão"), que criou o "francês Can-Can "; ea bailarina muito mais sutil Jane Avril.

Henri de Toulouse-Lautrec veio de uma família de anglófilos, e enquanto ele não era tão fluente como ele fingiu ser, ele falou Inglês bem o suficiente para viajar para Londres. O negócio de fazer cartazes levou Henri para Londres, ganhando-lhe o trabalho que levou à tomada de cartaz do "Confetti", eo anúncio da bicicleta 'La Chaîne Simpson'.

Foi durante seu tempo em Londres, que ele conheceu e fez amizade com Oscar Wilde, Wilde e quando enfrentou a prisão na Grã-Bretanha, Henri foi um apoiante muito vocal. Retrato de Toulouse-Lautrec de Wilde foi feito no mesmo ano como julgamento de Wilde.

Lautrec foi muitas vezes ridicularizado por sua baixa estatura e aparência física, e isso levou-o para afogar as mágoas no álcool. No começo isso era apenas cerveja e vinho, mas seus gostos expandiram rapidamente. Ele foi um dos parisienses notáveis ​​que gostavam de coquetéis estilo americano, sendo a França um país de puristas do vinho. Teria partidos em sua casa em uma noite de sexta-feira e forçar seus clientes a experimentá-los. A invenção do coquetel "Terremoto" ou Tremblement de Terre é atribuído a Toulouse-Lautrec; uma potente mistura contendo metade absinto eo meio conhaque (em um cálice de vinho, 3 partes do absinto e 3 Cognac peças, algumas vezes servido com cubos de gelo ou agitado em coqueteleira cheio de gelo).

1893 viram o alcoolismo Lautrec começar a tomar seu pedágio, e como aqueles ao seu redor começaram a perceber a gravidade de sua condição havia rumores de uma infecção de sífilis. Finalmente, em 1899, sua mãe e um grupo de amigos interessados ​​tiveram-lhe brevemente institucionalizada. Ele tinha mesmo chegado ao ponto de ter uma bengala que ele poderia se esconder no álcool para que ele pudesse tomar uma bebida com ele em todos os momentos.

Um alcoólico durante a maior parte de sua vida adulta, Toulouse-Lautrec foi colocado em um sanatório pouco antes de sua morte. Ele morreu de complicações devido ao alcoolismo e da sífilis na casa da família em Malromé com a idade de 36. Ele está enterrado no Verdelais, Gironde, a poucos quilómetros do Malromé Château, onde morreu.

As últimas palavras de Toulouse-Lautrec supostamente foram: "Le vieux con!" ("O tolo velho!", Embora a palavra "contra" pode ser entendida em termos simples e vulgar). Este foi o seu adeus a seu pai. Embora outra versão foi ele dizendo, usando a palavra "hallali", que é usado por caçadores para o momento em que os cães matam suas presas ", eu sabia, meu pai, que você não perca a morte." ("Je savais, papai, Que vous ne pas l'manqueriez hallali").

Após a morte de Toulouse-Lautrec, sua mãe, a Condessa Adèle de Toulouse-Lautrec, Maurice e Joyant, seu marchand, promoveu a sua arte. Sua mãe contribuiu com fundos para um museu a ser criado em Albi, sua cidade natal, para abrigar suas obras. O Museu de Toulouse-Lautrec agora detém a maior coleção do mundo de obras do pintor.

Ao longo de sua carreira, que durou menos de 20 anos, Toulouse-Lautrec criou 737 telas, 275 aquarelas, gravuras e 363 cartazes, 5.084 desenhos, alguns trabalhos de cerâmica e vidro manchado, e um número desconhecido de trabalhos perdidos. Sua dívida para com os impressionistas, em especial, os pintores mais figurativos Manet e Degas, é aparente. Seu estilo foi influenciado também pelas woodprints japoneses clássicos que se tornaram populares nos círculos de arte em Paris. Nas obras de Toulouse-Lautrec pode ser visto muitas comparações com a garçonete destacado Manet em um bar no Folies-Bergère e os dançarinos por trás das cenas de balé de Degas. Destacou-se na captura de pessoas em seu ambiente de trabalho, com a cor eo movimento do presente vida noturna vistoso, mas o glamour despojado. Ele foi magistral na captura de cenas de multidão em que os números são altamente individualizados. No momento em que eles foram pintados, as figuras individuais em suas pinturas maiores poderiam ser identificados pela silhueta sozinho, e os nomes de muitos desses personagens foram registrados. Seu tratamento de seu assunto, se como retratos, cenas parisienses de estudos vida noturna, ou íntimos, tem sido descrito como simpático e desapaixonado.

A descrição especializada de Toulouse-Lautrec de pessoas confiou em seu estilo de pintura que é altamente linear e dá grande ênfase para o contorno. Ele freqüentemente aplicada a tinta em pinceladas longas, finas que muitas vezes deixam muito da placa em que são pintados mostra. Muitos de seus trabalhos pode ser melhor descrito como desenhos em tinta colorida.

Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec Monfa (Albi, 24 de Novembro de 1864 — Saint-André-du-Bois, 9 de Setembro de 1901) foi um pintor pós-impressionista e litógrafo francês, conhecido por pintar a vida boêmia de Paris do final do século XIX. Sendo ele mesmo um boêmio, faleceu precocemente aos 36 anos de sífilis e alcoolismo. Trabalhou por menos de vinte anos mas deixou um legado artístico importantíssimo, tanto no que se refere à qualidade e quantidade de suas obras, como também no que se refere à popularização e comercialização da arte. Toulouse-Lautrec revolucionou o design gráfico dos cartazes publicitários, ajudando a definir o estilo que seria posteriormente conhecido como Art Nouveau. Filho mais velho do Conde Toulouse-Lautrec-Monfa, de quem deveria herdar o título, tendo falecido antes do pai.

Nascido na nobreza, herdeiro de uma linhagem aristocrática francesa, seu pai era o Conde Alphonse de Toulouse-Lautrec-Monfa, Alf para os amigos, e sua mãe Adéle Tapié de Céleyran. Queriam seus pais que o filho seguisse com esmero o mesmo caminho nobre de toda a sua família, tanto materna quanto paterna.

Toulouse-Lautrec sofria de uma doença desconhecida em sua época. Certamente uma distrofia poli-hipofisária (debilidade óssea que compromete o crescimento). Sofreu dois acidentes em sua juventude, fraturando o fêmur esquerdo aos doze anos e o direito aos quatorze anos. Os ossos mal soldados pararam de crescer e fizeram com que Henri não ultrapassasse a altura de 1,52 m, tornando-se um homem com corpo de adulto, mas com pernas curtas de menino. Porém, o jovem não se deixou abater por tal infortúnio. Em seus longos períodos de cama, Toulouse-Lautrec fazia desenhos e pintava aquarelas, abrindo espaço para seu incrível talento que ainda se desfraldaria.

Aos dezesseis anos foi estudar pintura com Léon Bonnat, professor rígido que não o agradava. Logo depois foi estudar com Fernand Cormon, cujo estúdio ficava nas ladeiras suburbanas de Montmartre, em Paris. É lá que Lautrec descobriu a inspiração que lhe faltava. Mudou-se para aquele bairro de má fama e encontrou seu lugar entre trabalhadores, prostitutas e artistas de caráter duvidoso. Começava sua nova vida.

Frequentador assíduo do Moulin Rouge e outros cabarés, o pequeno nobre acaba se acomodando muito bem naquele ambiente tão estranho que seus pais nunca aceitaram em ter o filho. O tema principal das pinturas de Toulouse-Lautrec era a vida boêmia parisiense, que ele representava através de um desenho que lembra a espontaneidade do desenho satírico de Honoré Daumier, e uma composição dinâmica que poderia ter sido influenciada pela fotografia e as gravuras japonesas, dois fatores de grande importância cultural no fim do século XIX.

Era atraído por Montmartre, uma área de Paris famosa pela boemia e por ser antro de artistas, escritores, filósofos. Escondido no coração de Montmartre estava o jardim de Pere Foret onde Toulouse-Lautrec pintou uma série de óleos sobre tela ao ar livre de Carmen Gaudin (a modelo ruiva que aparece no quadro "A Lavadeira" de 1888). Quando o cabaré Moulin Rouge abriu as portas ali perto, Toulouse-Lautrec foi contratado para fazer cartazes. Posteriormente ele passou a ter assento cativo no cabaré, onde suas pinturas eram expostas. Nos muitos conhecidos trabalhos que ele fez para o Moulin Rouge e outras casas noturnas parisienses estão retratadas a cantora Yvette Guilbert, a dançarina Louise Weber, mais conhecida como a louca e cativante La Goulue("A Gulosa"), a qual criou o cancan francês, e também a mais discreta dançarina Jane Avril.

A invenção do coquetel "Terremoto" (Tremblement de Terre) é atribuída à Toulouse-Lautrec. É uma mistura potente de 1/2 parte de absinto e 1/2 parte de conhaque, servido em copo de vinho sobre cubos de gelo ou batido com gelo em coqueteleira.

Testemunha da vida noturna de Montmartre, Henri não apenas faz pinturas, como também cartazes promocionais dos cabarés e teatros, fazendo-se presente na revolução da publicidade do século XIX, onde a arte deixa de ser patrocinada e financiada apenas pela Igreja e os nobres, para ser comprada e utilizada pelo comércio crescente gerado pela revolução industrial. O cartaz litográfico colorido é uma nova ferramenta de divulgação de locais de lazer parisienses. Trilhando o caminho de Jules Chéret, assim como Alfons Mucha, Toulouse-Lautrec revolucionou o design gráfico dos cartazes, definindo o estilo que seria conhecido como Art Nouveau.

O dom artístico de Lautrec é bastante reconhecido, tanto pelos seus amigos da classe baixa quanto por críticos de arte. Participa do Salão dos Independentes em Paris, da exposição dos Vinte e das galerias de Boussod e Valadin.

Sua habilidade em capturar as pessoas em seu ambiente de trabalho, com a cor e o movimento da pululante e opulenta vida noturna porém sem o glamour. Usava muito vermelho, em geral de maneira contrastante, usava o cabelo cor de laranja e a cor verde limão para traduzir a atmosfera elétrica da vida noturna. Era um mestre do contorno, podia retratar cenas de grupos de pessoas onde cada pessoa é individual (e na época podia ser identificada apenas pela silhueta). Frequentemente ele aplicava a tinta em uma estreita e longilinea pincelada, deixando a base (papel, tela) ou o contorno aparecer. Sua pintura é gráfica por natureza, nunca encobria por completo o traço forte do desenho. O contorno simples era a "marca registrada" de Lautrec desde o início da carreira como designer de cartazes. Não pintava sombras. Sua pinturas sempre incluiam pessoas (um grupo ou um indivíduo) e não gostava de pintar paisagens. O papel usado para os cartazes frequentemente era amarelo.

Apesar da litografia cheia de cores de seu tempo poder acomodar dezenas de cores em um só cartaz, Lautrec geralmente escolhia apenas 4 ou 5, as vezes 6, raramente 6 cores. Ao invés de usar uma multiplicidade de cores, Henri preferiu criar seus efeitos com justaposições e modulações delicados.

Em 1899, a vida desregrada e o excesso de álcool finalmente cobram seu preço do artista. Lautrec sofre de crises e é internado numa clínica psiquiátrica. Ao sair é constantemente vigiado para que não beba e não volte a frequentar os bordéis, vigilância que ele consegue burlar. Sua saúde vai-se deteriorando cada vez mais, até que em 1901 não é mais capaz de viver sozinho. Henri despede-se de Paris com a certeza de que está com os dias contados. Sofre ataques de paralisia e quase não consegue mais pintar.

Em 9 de Setembro de 1901, Henri de Toulouse-Lautrec morre em consequência de um derrame nos braços de sua mãe, no Castelo de Malromé, perto de Bordeaux, às duas horas e quinze minutos da manhã.

Encontra-se sepultado no Cemitério de Verdelais, na França.

Estima-se que Lautrec tenha pintado mais de 1000 quadros a óleo (737 estão catalogados), feito mais de 5000 desenhos (275 aquarelas, 5084 desenhos catalogados) e por volta de 363 gravuras e cartazes. Seu trabalho pode ser dividido em períodos: pinturas e desenhos até 1888, entre 1888 e 1892, entre 1893 e 1896,

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa or simply Henri de Toulouse-Lautrec (French pronunciation: ​[ɑ̃ʁi də tuluz loˈtʁɛk] 24 November 1864 – 9 September 1901) was a French painter, printmaker, draughtsman, and illustrator, whose immersion in the colourful and theatrical life of Paris in the late 1800s yielded a collection of exciting, eleg...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa or simply Henri de Toulouse-Lautrec (24 November 1864 - 9 September 1901) was a French painter, printmaker, draughtsman, and illustrator, whose immersion in the colourful and theatrical life of fin de siècle Paris yielded an œuvre of exciting, elegant and provocative images of the modern and sometimes d...

 Henri de Toulouse-Lautrec, né le 24 novembre 1864 à Albi et mort le 9 septembre 1901 au château Malromé, est un peintre et lithographe français de la fin du XIXe siècle. Fils du comte Alphonse de Toulouse-Lautrec-Monfa (1838-1913) et d'Adèle Tapié de Celeyran (1841-1930), il grandit entre Albi, le château du Bosc (demeure de ses grands-parents) et ...

 Граф Анри́ Мари́ Раймо́н де Тулу́з-Лотре́к-Монфа́ (фр. Henri Marie Raymond comte de Toulouse-Lautrec Monfa [ɑ̃ʁi də tuluz loˈtʁɛk] 24 ноября 1864, Альби — 9 сентября 1901, замок Мальроме, Жиронда) — французский художник-постимпрессионист из графского рода Тулуз-Лотреков, мастер графики и рекламного плаката. Анри де Тулуз-Лотрек родился 24 ноября 1...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa, né le 24 novembre 1864 à Albi et mort le 9 septembre 1901 au château Malromé, est un peintre et lithographe français de la fin du XIXe siècle. Jeunesse Fils d'Alphonse, comte Alphonse de Toulouse-Lautrec-Monfa (1838-1913) et d'Adèle Tapié de Celeyran (1841-1930), il grandit entre Albi, le château du Bo...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa (* 24. November 1864 in Albi † 9. September 1901 auf Schloss Malromé, Gironde) war ein französischer Maler und Grafiker des Post-Impressionismus im ausgehenden 19. Jahrhundert. Berühmt geworden ist er für die Plakate, die er unter anderem für das Pariser Varieté Moulin Rouge am Montmartre anfertigte. H...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa oder einfach Henri de Toulouse-Lautrec (24 November 1864 - 9. September 1901) war ein Französisch Maler, Grafiker, Zeichner und Illustrator, dessen Eintauchen in die bunte und Theaterleben des Fin de Siècle Paris ergab ein œuvre von spannenden, elegant und provokativen Bildern der modernen und manchmal ...

 Henri de Toulouse-Lautrec (Albi, 24 novembre 1864 – Saint-André-du-Bois, 9 settembre 1901) è stato un pittore francese, tra le figure più significative dell'arte del tardo Ottocento. Divenne un importante artista post-impressionista, illustratore e litografo e registrò nelle sue opere molti dettagli dello stile di vita bohémien della Parigi di fine...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa o semplicemente Henri de Toulouse-Lautrec (24 novembre 1864 - 9 settembre 1901) è stato un pittore francese, incisore, disegnatore e illustratore, la cui immersione nella vita colorata e teatrale di fin de siècle Paris ha prodotto un'opera di immagini emozionanti, elegante e provocatorio della vita mode...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa o, simplemente, Henri de Toulouse-Lautrec (24 noviembre 1864 a 9 septiembre 1901) fue un pintor francés, grabador, dibujante e ilustrador, cuya inmersión en la vida de colores y de teatro de fin de siglo en París produjo una obra de imágenes emocionantes, elegante y provocativa de la vida moderna y deca...

 Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Montfa, conde de Toulouse-Lautrec-Montfa, conocido simplemente como Toulouse Lautrec o Lautrec (Hôtel du Bosc, Albi, 24 de noviembre de 1864 - Malromé, 9 de septiembre de 1901) fue un pintor y cartelista francés que se destacó por su representación de la vida nocturna parisiense de finales del siglo XIX. Se l...

 Анри Мари Раймон де Тулуз-Лотрек-Monfa или просто Анри де Тулуз-Лотрек (24 ноября 1864 - 9 сентября 1901), французский живописец, гравер, рисовальщик, и иллюстратор, чьи погружение в красочную и театральной жизни конца века в Париже дали творчество интересно, элегантные и провокационные образы современных, а иногда и декадентской жизни тех времен. ...

 亨利·德·土魯斯-羅特列克(Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec-Monfa,簡稱Henri de Toulouse-Lautrec,1864年11月24日-1901年9月9日),法國貴族、後印象派畫家、近代海報設計與石版畫藝術先驅,為人稱作「蒙馬特之魂」。羅特列克承襲印象派畫家奧斯卡-克勞德·莫內、卡米耶·畢沙羅等人畫風,以及日本浮世繪之影響,開拓出新的繪畫寫實技巧。他擅長人物畫,對象多為巴黎蒙馬特一帶的舞者、女伶、妓女等中下階層人物。其寫實、深刻的繪畫不但深具針砭現實的意涵,也影響日後巴勃罗·毕加索等畫家的人物畫風格。 在繪畫上的成就以外,羅特列克以新概念創作之彩色海報帶動了海報設計的創新;他使用當時少用的石版畫技術,捨棄傳統西方繪畫的透視法,轉...

 玛丽· 雷蒙德· 亨利· 图卢兹 - 劳特累克Monfa或简单的亨利· 德· 图卢兹 - 劳特累克(1864年11月24日 - 1901年9月9日)是一位法国画家,版画家,制图员,插画,其浸泡在巴黎世纪末的丰富多彩的文艺生活产生了一个令人兴奋的,优雅的和挑衅性的图像这些次现代化,有时颓废生活的全部作品。图卢兹 - 劳特累克与塞尚,梵高,高更被称为后印象派时期最伟大的画家之一。成立香格里拉blanchisseuse,一个年轻的洗衣妇的早期绘画,22.4亿美元出售美国在2005年在克里斯蒂拍卖行拍卖的新纪录 玛丽· 雷蒙德· 亨利· 图卢兹 - 劳特累克,Monfa出生在法国南部 - 比利牛斯地区附近...

 アンリ· マリー· レイモンド· ド· トゥールーズ· ロートレック-Monfaまたは単にアンリ· ド· トゥールーズ· ロートレック(1864年11月24日 - 1901年9月9日)は、フランスの画家版画家、素描家、イラストレーター、世紀末パリのカラフルな演劇生活の中で、その浸当時の近代的な、時には退廃的な生活の刺激的な、エレガントで挑発的な画像の全作品をもたらした。トゥールーズ· ロートレックは、ポスト印象派の時代の最も偉大な画家の一人として、セザンヌ、ゴッホ、ゴーギャンと一緒に知られています。ラblanchisseuse、若い洗濯屋の初期の絵は、米国2240万ドルで販売されたとき...

 アンリ・ド・トゥルーズ=ロートレック(ロトレック)(Henri de Toulouse-Lautrec, 1864年11月24日 - 1901年9月9日)は、19世紀のフランスの画家。日本では慣習的に「ロートレック」で呼ばれるが、正しくは「トゥルーズ=ロートレック(ロトレック)」でひとつの姓である。 南仏のアルビで生まれる。トゥールーズ=ロートレックの生家は、フランスの名家であり、伯爵家である。祖先は9世紀のシャルルマーニュ時代までさかのぼることができる。父のアルフォンス伯は、奇妙な服装をするなど、変わり者で有名であった。 トゥールーズ=ロートレックは、幼少期には「小さな宝石(プティ・ビジュー、仏: Petit Bijou)」と呼ばれて家中から可愛がられて育ったが、13歳の時に左の大腿骨を、...